Pesquisar este blog

terça-feira, dezembro 29, 2009

Um ano e duzentos posts depois: o Aniversário do blog!

É aniversário do blog hoje! Parabéns pra mim! O que você vai me dar de presente?

Eu aceito qualquer coisa! Quase qualquer coisa...

Até parece que foi hoje o dia em que eu escrevi meu primeiro post! Perguntei a opinião de alguns amigos para ver se estava bom e se eu consegui passar a mensagem que eu queria bem clara. Eles falaram que estava legal, então aí começou a minha jornada pelo mundo blog. Esperava ter algum final feliz com a pessoa para a qual eu escrevi o texto, mas não deu. Mas eu segui em frente, e aqui estou eu, escrevendo um post novo depois de um ano de blog.
Eu fugi do tipo "normal" e meio clichê de blogs que existem por aí (downloads, notícias, dicas, etc.) e resolvi fazer um em que eu escrevesse o que eu quisesse nele, mesmo se a maioria das pessoas não gostassem.
Tinha dias em que eu não conseguia escrever as coisas de um jeito rápido. Ficava horas para pensar em algo bom. Mas tinha dias em que eu estava mesmo inspirado e consegui escrever algo legal bem rápido. Por alguma razão que eu não me lembro agora, eu deletei alguns posts do blog, mas que foram re-postados algum tempo depois apenas para me lembrar o porque eu postei eles antes.
Há algum tempo atrás, comecei a escrever algumas frases idiotas aqui no blog. Aquele tipo de frase que você pode ouvir algum dia e nem perceber que ela é engraçada. E para balancear a idiotice, eu também comecei a postar frases um tanto profundas. Também teve a "Sessão Dicas", que era onde eu ia dar dicas sobre algum jogo, revista, filme, quadrinhos e essas coisas que eu acho legal, mas a sessão só teve três posts meia-boca. Mas não deixe de procurar o que foi "apresentado" nos posts.
Mas foi com os posts de "Max e Nat" que eu descobri o prazer de escrever alguma coisa um pouco mais complexa. Os textos de "Max e Nat" não são mais postados, mas mesmo assim são uns do que eu mais gosto. Se você entrar na Tag desses posts, comece e lê-los de baixo para cima.
Também não posso esquecer os posts que eu fiz por diversão e junto com o Mohican, o colaborador do blog.
Existem vários outros posts que eu gostaria de mencionar, mas o espaço é curto e as idéias também, então, qualquer dia eu volto para falar dos posts de que eu mais gosto.

Agora, depois desse flashback gigante que eu tive, gostaria de agradecer a todo mundo que segue o blog e aos que visitam sem seguir. Obrigado pela "preferência", e sempre conto com as suas visitas para colocar posts cada vez mais legais no blog. Espero que no próximo ano, o blog tenha posts cada vez mais interessantes. Obrigado e que venha mais um ano!

P.S:Leia todos os posts que você perdeu quando não estava seguindo, porque eles são os que eu mais gosto.


Frases

"As paixões cegam. O verdadeiro amor nos tornam lúcidos."

segunda-feira, dezembro 28, 2009

Notícia: Aniversário do blog

É amanhã!
Amanhã estarei comemorando (parece...) o aniversário de um ano do blog. Foram muitos posts dentro desse ano. Alguns legais, outros engraçados, outros que pode te fazer pensar e outros cheios de piadas escondidas que ninguém achou ainda. É, esse um ano de blog foi divertido. Comecei ele por uma razão específica e então aprendi a me divertir escrevendo nele. Postava nele algumas vezes por mês, e agora posto quase todo dia. É, o ano passou rápido, mas tudo bem. Não pude agradar todo mundo que me visitou nesse ano, mas fazer o que? Eu não me preocupo. Mas enfim. Amanhã é aniversário do blog e terá um post comemorativo. É isso. Até amanhã.

Frases Toscas

E a Frase Tosca de hoje é:

 O cabrito-montês ficou morto na estrada por alguns instantes.

sexta-feira, dezembro 25, 2009

Fim de Natal

Natal. O dia das luzes piscantes. Ou o dia em que desligamos as luzes piscantes. Não sei. Pessoas mais ortodoxas tem o dia certo de desligar os enfeites brilhantes, dia esse que eu não sei qual que é. E existem outras coisas toscas também. Mas nem vou falar.
Mas, como foi que vocês passaram o dia? Eu passei o dia em casa, normal. Pra mim, é só mais um dia. Nada de mais. Assim como dia de ano novo. Enquanto retardados gastam dinheiro com fogos de artifício, eu estou fazendo algo que eu gosto. E isso até inclui olhar os fogos de artifício. Mas de qualquer forma, é apenas mais um dia. Colocamos um ponto final em um dia e começamos outro a partir daquele momento. Igual qualquer outro dia. Tanto faz se tem festa, bebedeira, comideira ou alguma coisa assim. Pra mim, vai ser sempre a mesma coisa.

Feliz natal

Olá! Boa tarde, leitores do blog!
Quero desejar a vocês um feliz natal. Um pouco atrasado talvez, mas ainda é 25, então tanto faz.
Que vocês consigam o que vocês querem e se cuidem.
Obrigado por lerem o blog, e espero que no próximo ano vocês continuem aqui.

quarta-feira, dezembro 23, 2009

Flashbacks

Ah! Tava pensando aqui... Falta menos de uma semana para o blog fazer aniversário, e eu não sei se faço algum post comemorativo fodão ou simplesmente um post legal. Alguma coisa flashback ou algo assim.
Não existe muita coisa a ser mostrada aqui. Eu assumo que grande parte dos posts são temporais. E que, talvez, hoje eu não sinta mais aquilo que sentia quando eu escrevi eles. Mas tudo bem, esse é um risco que eu resolvi correr. Ao fazer um blog em que eu expresso minhas opiniões e meus sentimentos, com o tempo eu posso ter mudado de idéia sobre algo, algum sentimento pode ter "acabado", e muito mais. Fiquei pensando há algum tempo atrás, como as coisas passaram rápido nesse ano e pouca coisa que realmente importa aconteceu. Daquelas coisas que não mudam sua vida por uns dois meses, mas pelo ano todo e por mais tempo ainda. É, não aconteceu nada disso nesse ano. Mas não me importo, eu não vivo para o futuro, eu vivo para o agora. É isso, eu acho. Por hoje, chega. To começando a só escrever o que eu to sentindo na hora, e não fazer muitos rodeios em meus posts. Senão fica uma coisa muito chata.

segunda-feira, dezembro 21, 2009

Presentes de Natal

Semana de Natal! Provavelmente você mandou uma cartinha para um velhinho barbudo e barrigudo que só tem uma troca de roupa. Ou não. Você já fez o seu pedido para o seu Papai Noel mais próximo? Eu estou em dúvida se peço ao Noel do Shopping ou ao Noel do Centro. O do shopping já está perto dos presentes, é só dar alguns passos e pronto. O do Centro está um pouco mais longe, vai ter que andar mais. Mas tudo bem, ele perde uma barriguinha no processo. "Mas você vai pedir coisas materiais?", você deve ter perguntado (ou não). Mas eu te pergunto: Já deu certo alguma vez você pedir a paz mundial ou alguma dessas outras coisas não-materiais? A resposta provavelmente será não. Então peça algo para você, que quando você está bem você acaba fazendo coisas boas, e aí pode ajudar a mudar o mundo. É claro que nem coisas materiais nos deixam felizes, mas tudo bem. To com pressa.

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Falta do que dizer

Sexta-feira e eu quero postar alguma coisa. Rápida, pelo menos. Não tenho mais nada a fazer nesse fim de ano. E tô com preguiça, então... é isso aí.
Se vocês tem um neurônio no cérebro, devem ter percebido que o natal está chegando. Dá pra perceber isso pelas ruas amontoadas de gente mal-educada com sacolas, pelas luzinhas coloridas brilhando, pela polícia aglomerada no centro da cidade, pelos parentes distantes te ligando, pelas frases idiotas colocadas em perfis de sites e muitas outras coisas. Mas enfim, porque eu estou falando tudo isso? Não sei. Deu vontade de falar e falei. A verdade é que eu acho uma palhaçada esse negócio de natal. E todas as outras datas comemorativas. E muitas outras coisas que não fazem a menor diferença na vida de ninguém. Eu só dou algum desconto para a data de aniversário. Mas com alguns limites. O porque disso tudo estar sendo dito aqui hoje tinha alguma razão. Mas eu esqueci, o que é normal. Bom, vou lá. Bom final de semana e se cuidem.

quarta-feira, dezembro 16, 2009

Tudo mudou

Ae pessoal! Quarta-feira. Meio de semana. Fim de semana chegando. Já perdemos aquela preguiça que dá na segunda. Mas, e daí? Provavelmente todo mundo que lê aqui já está de férias. Ou perto das férias ao menos. E fim de ano tem essa de dar preguiça antes da hora. Quando eu estudava, chegava novembro, já ficava desanimado de estudar. Mas ainda assim me dava bem em provas e essas coisas. Mas é verdade, que depois das férias de meio de ano era mais bagunça do que estudos mesmo. Até os professores pareciam um tanto cansados e torcendo para o fim do ano chegar definitivamente. E eu estava lembrando dessas coisas há algum tempo atrás, antes de dormir. Não me lembro especificamente do que eu lembrei, mas sei que eu dormi rindo, por assim dizer. Agora os "amigos" são outros, as vontades parecem ter mudado, o ambiente mudou, as brincadeiras mudaram. Parece que tudo mudou. E de certa forma, é verdade. Tudo mudou, menos eu.

segunda-feira, dezembro 14, 2009

Só pensando...

Segunda-feira. Começo de semana. Dia de post! \o/

O que você anda fazendo ultimamente? Nesse fim de ano todo especial e iluminado por luzinhas pisca-pisca, você vai fazer o que? Começar os planos para o ano de 2010? Pensar no fim do mundo em 2012 e se esconder debaixo da cama com uma trincheira cavada e uma panela improvisada de capacete? Pensar sobre tudo oque aconteceu no ano de 2009 e chorar de rir de tudo que passou? Ou simplesmente viver e ver o que acontece? É tão melhor só fazer a última coisa. Sem análises sobre como o ano foi, o que você fez ou deixou de fazer, quantas pessoas você conquistou e quantas você deixou ir embora. Ao fazer análises, você encontra coisas que você deveria ter feito em alguma ocasião, e também começa a se arrepender de tudo o que fez. Começa a fazer planos para o passado, e não para o futuro. Começa a tentar mudar as coisas que você fez no passado, e esquece de que você deve se preocupar é com o agora, nem com o futuro ainda. Quando você começa a se preocupar com o futuro distante, você começa a criar várias expectativas. E não fica preparado para o caso das coisas não acontecerem do jeito que você planejou. E se as coisas não acontecerem do jeito que você quis, você vai se sentir inútil, um idiota. E com isso, muitos sentimentos ruins podem tomar conta de você, o que pode te levar a fazer uma besteira.
Então, esse é o meu conselho: NUNCA FAÇA ANÁLISES!
Mas, isso não foi uma análise?

sexta-feira, dezembro 11, 2009

Passando o tempo

Estava eu todo feliz jogando SimCity 4-Deluxe, quando lembrei que é sexta e que é dia de postar algo legal no blog. Então salvei meu joguinho e minha região recém nascida e vim tentar escrever algo legal no blog.... Hum.... Dejavù...
O pior é que eu não to com inspiração alguma pra escrever algo legal. Eu realmente não sei porque isso sempre acontece de tempos em tempos comigo. Mas deve ser o ambiente, o que eu faço, o que eu penso ou alguma dessas outras coisas óbvias.
Mas tanto faz também. Não estou desesperado tentando escrever alguma idéia brilhante e falhando a todo tempo. Apenas estou tentando escrever algumas coisas sem importância, que servem apenas para passar o tempo de um jeito divertido. Sabe, que nem aquele momento em que você está em uma palestra entediante sobre um assunto que você já consegue debater brilhantemente, e pega a folha mais próxima e começa a fazer alguns rabiscos nela. Desenhos engraçados, frases que tiram sarro da palestra, frases da pessoa que está falando lá na frente, uma caricatura da diretora e coisas assim. Nada muito importante. Coisas que você não vai colocar em um quadro e nem colocar em leilão por ser algo demais, inovador ou interessante.

Frases

Quem desiste no meio do caminho não merece alcançar seu objetivo.

quarta-feira, dezembro 09, 2009

Insano

Tanta coisa eu devia ter dito naquele dia. Coisas que te fariam mudar de idéia. Que me fariam mudar de idéia. Tudo aquilo já passou e todas as coisas que eu não disse pra você ainda me assombram de noite. Em meus pesadelos você continua a mesma. E você continua aqui me assombrando, como fazia antes. Mas agora não tenho a liberdade que eu tinha antes. Você já não me deixa sozinho, fica sempre me seguindo onde quer que eu esteja. Estranho isso, porque quando você estava realmente aqui, você quase não ficava perto de mim. Sempre estava longe, nunca se importava com o que acontecia comigo. E eu tentava fazer o mesmo, e fingia que não me importava com você. Mas eu me importava. Nunca parava de pensar o que você estaria fazendo. Ainda me pergunto a mesma coisa desde que você se foi. Deus, queria tanto parar de pensar essas coisas. Mas algum dia eu ficarei bem. Com ou sem você aqui. Talvez, no momento certo, você queira ser minha.


video

segunda-feira, dezembro 07, 2009

Erros

Caramba, tinha esquecido que segunda-feira é dia de postar.

Essa semana passada coloquei muitos posts maiomeno. Mas tudo bem. Isso é perfeição, ter o dom de errar, e saber que errou e que pode fazer melhor. Não é simplesmente acertar em tudo na vida. Se fosse tão fácil assim não existiria aprendizado. Ninguém ia falar em experiência. Tudo ia ficar monótono porque você já ia saber o que deve fazer para as coisas ficarem do jeito que você quer. Não existiria surpresa. Não saber já é metade da diversão de viver...
Ah, eu e meus delírios...

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Amigos Descartáveis

O post que eu fiz hoje, antes desse, não ficou muito bom. O assunto é legal, mas estava desconcentrado e resolvi encher ele de exemplos. E ficou um post grande. E estou sarcástico demais hoje também. Mas tudo bem. Algum dia volto a falar nisso.

"Amigo é coisa para se guardar no lado esquerdo do peito. Legal essa frase. E clichê também, mas normal. Muita coisa por aí é clichê mas ninguém dá bola pra isso.
Amigos existem para estar com você naquele momento de necessidade. Humanos tem isso de precisar de alguém em alguma hora. Mas você já sabe isso, certo? CERTO?
Você sempre vai ter aquele amigo que combina mais com você. Mesmos gostos, mesmas piadas, mesmos tudo. Quase tudo, mas mesmo assim vocês tem cem por cento de compatibilidade.

Porém, conheço alguém que não é assim. Mas como isso é possível? Ele tem amigos descartáveis.
Isso mesmo, amiguinha. Amigos descartáveis. Que nem copos descartáveis, que você usa uma vez e já joga fora. Mas ao invés de copos, são pessoas de que estou falando.
Essa pessoa não tem um melhor amigo eterno, ou seja, aquela pessoa que tem cem por cento de compatibilidade com você. A cada "época" da vida dele ele tem um amigo cem por cento. Já teve amigos skaters, criançolas, futebolistas e agora está na sua época rebelde.

Ele deve ser bem indeciso. Deve achar que quantidade é igual qualidade. Muita gente pensa isso e é cheio de amigos, mas nenhum consegue mesmo entender ele do jeito certo.
Ter algum melhor amigo quer dizer ter alguém que vai te apoiar pela vida toda. Te ajudar, te ouvir, dar conselhos, fazer piadas, te animar e você fará o mesmo por ele. Isso você vai levar pela vida toda. Não importa quão velho você esteja, ele estará lá com você. E não apenas em uma fase idiota da sua vida que vai durar apenas vinte minutos.
Vocês estarão juntos, com famílias, sentados em um lugar relaxante em um domingo e comparando cicatrizes. E rindo alegremente e conseguindo entender que, em algum ponto da sua vida, você encontrou alguma pessoa que realmente entende você no seu jeito mais cru.
E não uma pessoa que te entendeu am algum lugar remoto do seu passado juvenil e rebelde.

E voltando à pessoa com amigos descartáveis que eu disse lá em cima.
Ele teve várias fases na sua vida e nenhum ds seus "amigos" daquela fase continuam na sua vida. Seus amigos criançolas já não servem pra ele. Os skaters não existem nem em finais de semana. Os futebolistas não existem nem nos finais de tarde. Apenas os rebeldes fazem parte de sua vida agora. E logo mais, serão descartados também."

Texto de Mohican. Enviado por e-mail... Ò_Ó

Fãs idiotas

Sexta -feira. Nada a dizer. Mais uma semana passou. Histórias e emoções deixadas no passado recente. E coisa e tals. Tals e coisa. Nem tô.... Vou começar o post.

Você é fã de alguma coisa? De alguma série, desenho, revista, artista, livro e essas coisas assim?
Sim, você é fã de alguma coisa nesse mundo. Isso é normal. Idiota é ser fanático por essa coisa.
Ser fanático, por qualquer coisa que seja, é idiotice. Porque? A resposta está um pouco atrás...
Quando você vira fanático por alguma coisa, vamos dizer uma banda, você vai achar que tudo o que a banda faz é demais, mesmo que ela faça coisas ruins. E de repente, quando ela só faz merda, você é o único fã daquela bosta, junto com alguns outros fanáticos idiotas.

Quando você é fanático pela banda, você se vê dando uma de garota histérica de quinze anos em uma multidão com cartazes erguidos com frases idiotas escritas. Mesmo se você não for garota.
Então você volta para casa, mais precisamente o seu quarto, que é cheio de posteres da banda e de cada integrante da banda fazendo poses idiotas ou biquinhos, o novo jeito de ser fotogênico segundo idiotas.
Na porta do seu quarto vai ter um poster gigante da banda, e do lado um outro poster ou até mesmo um papel escrito "Eu vou amar vocês pra sempre!".
Se você for em algum show da banda, você vai ficar na frente, com a camera na mão, chorando e gritando as músicas, ao invés de cantar alegremente.

Ser fanático por alguma coisa não é bonito. Nem legal. Não importa o que seja. Mesmo se for um filme. Quando você se der conta, você só vai estar falando sobre aquilo e, você sabe, ouvir a mesma coisa mil vezes em um dia é um saco.
Pior é quando tentam ficar iguais à alguém da banda ( o exemplo usado ali em cima...). Como ultimamente a moda que tá pegando é a moda emo, vou me apegar a essa idéia. Isso foi uma piada, para as pessoas que não entendem.
Você tenta parecer alguém da banda, não apenas o jeito de se vestir, mas o seu próprio jeito de falar, andar, olhar e muito mais. Ou seja, a sua individualidade é perdida. As coisas que fazem você ser você já não estão lá. Você virou um robozinho que imita tudo o que aquela pessoa faz e diz. Você não existe mais, tudo o que existe é uma caricatura.
Você usa as mesmas roupas, "curte" as mesmas bandas (mesmo se nunca ouviu falar nelas), fala igual ao seu ídolo e essas coisas que faz você ser um idiota.

Agora, já que você sabe que imitar é idiota, vamos voltar ao começo do texto. Mais especificamente onde falei que você vai gostar da banda mesmo se ela só fazer merda.
Imagine que sua banda tem o estilo da moda. E que o estilo dela realmente segue a moda. Ou seja, muda. Ontem eles tocavam Hardcore e hoje tocam EletroRock. Amanhã devem tocar Hip-Hop. E quando perguntados sobre a influência deles, dizem apenas os mais óbvios. Nunca vão procurar a fundo o que eles mesmos dizem. Você vira um zumbi ouvindo o que outros zumbis estão ouvindo.

Mas tudo bem, ser fanático pode ser idiotice, mas pelo menos servem para fazer piadas legais.

quarta-feira, dezembro 02, 2009

Nada a dizer

Oi. Boa noite.
Quarta-feira hoje. Estranho. Chega meio de semana eu fico todo feliz, por serem os dias que mais gosto(quarta e quinta), mas estranhamente, nunca tenho alguma idéia boa. Quase nunca, pelo menos. Não apenas para o blog, mas para qualquer coisa. Desenhar, escrever, tocar violão e outras coisas. É muito difícil você ver eu falando muito nesses dias. Mas eu sempre estou feliz nesses dias.
Sim, isso é estranho. Eu ficar feliz e ficar quieto, tudo junto. Mas tudo bem, ninguém nesse mundo é normal. E muito menos perfeito. Mas, porque eu estou dizendo isso mesmo?

Viajando legal

Sabe quando você está tendo um dia perfeito e de repente você fica triste? Ou indisposto?
Esses dias pra trás eu tive isso. Não lembro mais o dia e nem o porque de eu ter ficado indisposto/triste. Mas quando eu fico assim, eu fico muito pensativo. Penso sobre o passado, futuro, presente, todos misturados, situações que legais que aconteceram, situações que seriam legais se tivessem acontecido. Enfim, eu viajo legal.

Me peguei pensando em um "caso" que eu tive lá pelo ano de 2006. Longe. Quando eu queria a garota, ela não me queria. Quando ela queria, eu já tinha superado, mas mesmo assim a gente tentou alguma coisa. Mas não deu certo. Eu já não estava muito afim de tentar mais. Não com ela.
Aí a gente "terminou" o que a gente nem começou direito e ela voltou para o ex-namorado dela, que dizia que amava ela. Então, ele engravidou ela e deu um pé na bunda dela, que veio de volta pra mim. Mas eu já não queria nada mais mesmo com ela. Ela ia ter um filho! O que é demais e lindo, mas o filho não era meu, então nem pensar de criar o filho de outra pessoa.
Lembrando disso tudo, eu ri.
Sim, pode ser estranho pensar algo tão enrolado assim e somente rir. Não pensar em alguma outra solução para o problema. Mas quem se importa? Tudo já passou e do jeito que eu estou agora está legal.
Ainda gosto da garota como amiga. Ela é demais e acho que já está até namorando outro cara que, felizmente, não sou eu. Mas o que será que teria mudado se eu tivesse ficado com ela, quando ela voltou pela segunda vez?
Isso, caros amigos, eu nunca vou saber. Felizmente.